A concessão pode ser nossa!

0
700

Não sou contra a desestatização dos mercados, até porque o Mercado da Lapa já é desestatizado há muitos anos. A Acomel (Associação dos Comerciantes do Mercado da Lapa) arca com os custos de limpeza, segurança, conta de luz, água e também das manutenções necessárias, com seus próprios fundos.

Na última gestão realizamos a reforma de cinco banheiros, pintura externa do mercado, lavagem do teto, onde também foi aplicada uma tinta antitérmica para redução da temperatura interna em torno de 6 graus, tudo isso custeado pela Acomel.

Em seu período de campanha, o prefeito João Doria, ao qual temos imenso respeito, prometeu que passaria a concessão aos permissionários, com a prerrogativa de que não existem pessoas mais habilitadas a exercer tal função como os próprios permissionários. Esperamos, hoje, que ele cumpra sua promessa de campanha, até porque o Mercado Municipal da Lapa paga anualmente uma quantia de R$ 1.200.000,00 para a prefeitura em forma de aluguel, sendo que esse dinheiro não retorna de qualquer maneira ao mercado.

Quinta-feira (21/09/2017), foi aprovada a PL367, por 38 votos contra 13, deixando 12 mercados fora da concessão. Ainda permanecem o Mercado Paulistano e o Sacolão Kinjo. Conforme acordado, daqui 180 dias o poder executivo mandará uma nova PL para os 12 que ficaram de fora. Estamos aguardando e torcendo, para que esse PL não nos traga dúvidas e incertezas.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA