Ex-diretor do PSIU realiza palestra em reunião do Conseg

0
394

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Ex-diretor do PSIU Luiz Carlos Smith Pepe

A reunião do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) da Vila Leopoldina, realizada na segunda-feira (23), recebeu uma apresentação do ex-diretor do Programa de Silêncio Urbano (PSIU) Luiz Carlos Smith Pepe. No cargo até 2016, Pepe foi responsável por ações integradas para combater os “pancadões”, como os que ocorriam em Paraisópolis que chegavam a reunir 20 mil pessoas. “Discutimos neste conselho problemas de segurança. Os pancadões reúnem em um só lugar a questão da perturbação do sossego, assaltos e tráfico de drogas. O PSIU precisa de autonomia para poder agir da mesma forma que era na época que estávamos lá”, disse.

Pepe explicou o funcionamento do PSIU, órgão que atua em estabelecimentos comerciais e de serviços, mas não em casos de obras ou ruído proveniente de residências. Ele ressaltou que as informações dos denunciantes são sigilosas e apenas são solicitadas para garantir que a reclamação não seja um caso de um comerciante querer prejudicar outro, prática que o ex-diretor do PSIU afirmou ser frequente. Ele falou da importância de acionar o 156 em casos de perturbação do sossego e guardar os protocolos para cobrar as respostas. “Saibam reclamar e para quem reclamar”, concluiu

Com a presença do ex-diretor do PSIU, moradores da Vila Leopoldina aproveitaram para questionar o barulho embaixo do Viaduto Mofarrej com a chegada do Grêmio Recreativo Social e Cultural Escola de Samba Pérola Negra. Os vizinhos afirmam que nunca tiveram problemas com os eventos da escola de samba Império Lapeano, que também fica na região, mas relatam a ocorrência de uma festa da Pérola Negra com fogos de artifício de madrugada. O representante da subprefeitura, Adeilton de Almeida, falou da importância do trabalho social desenvolvido pela escola de samba Pérola Negra e disse que iria fazer a interlocução para que os eventos não incomodem os moradores próximos.

Também foi cobrado da CET a recolocação de lombadas na Rua Passo da Pátria para evitar veículos em alta velocidade. Almir Matos, da CET, explicou que as lombadas que foram removidas deverão ser recolocadas pelas empresas contratadas pela Prefeitura que fizeram o recapeamento da via. Moradores da Vila Anastácio agradeceram a limpeza e remoção de mato na Rua Conselheiro Olegário, pedidas há um ano.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA