Cades realiza reunião extraordinária para discutir podas de árvores

0
482

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Reunião do Cades na Subprefeitura Lapa

O Cades (Conselho Regional de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Cultura de Paz) da Lapa realizou uma reunião extraordinária na quarta-feira (9) para discutir o manejo arbóreo na região. Cyra Malta, engenheira agrônoma da Subprefeitura Lapa, explicou como funciona o fluxo para pedidos de poda e remoção de árvores, sendo que sempre que uma demanda é gerada, as equipes realizam uma vistoria para dar ou não a autorização do serviço.

Muitos moradores participaram da reunião, por causa da recente ação da Enel com podas em diversos bairros da Lapa. Foi apresentado um documento com 28 podas consideradas drásticas que podem ameaçar a saúde e até causar a morte das árvores, além de um abaixo-assinado com mais de 600 assinaturas pedindo que as árvores não sejam prejudicadas.

Cyra Malta explicou que todas as podas recentes consideradas drásticas estão sendo verificadas para determinar se eram casos com necessidade de supressão. Informou ainda que, até o momento, todos os casos eram de remoção, mas se forem encontradas árvores cortadas que não deveriam ser removidas, a concessionária será multada. Sobre as remoções autorizadas, já existe um diálogo com a Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente (SVMA) para fazer e reposição o quanto antes. “Toda árvore que for removida, exceto nos casos de calçadas que não têm condições, serão repostas preferencialmente no mesmo lugar, mas não necessariamente a mesma espécie”, explica a engenheira agrônoma. Cyra Malta afirma que, desde 2010, foram enviados cinco mil ofícios para a Eletropaulo/Enel para podas e remoções, e que parte do volume desses serviços que estavam pendentes está sendo executado agora.

Foi explicado na reunião que o técnico responsável pela autorização da poda ou supressão não precisa, necessariamente, estar presente durante a execução do serviço, mas quem estiver no local deve estar com o laudo de autorização. Também foram questionados os casos de novos empreendimentos que removem árvores das calçadas. Segundo Cyra Malta, árvores em locais de obras e compensação ambiental são autorizados ou indeferidos pela SVMA.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA