Sesc Pompeia reúne acervo de 150 obras de Cildo Meireles

0
451

Foto: Everton Ballardin

Everton Ballardin
Instalações promovem experiências sensoriais e discutem aspectos da política à psicologia

Até o dia 2 de fevereiro é possível conferir a exposição “Entrevendo” do artista Cildo Meireles que está distribuída em diferentes espaços do Sesc Pompeia. Reconhecido internacionalmente e considerado um dos maiores artistas brasileiros contemporâneos, Cildo Meireles aborda os mais variados temas, discutindo o espaço da vida humana em suas várias manifestações, o que abrange arenas psicológicas, sociais, políticas, físicas e históricas.

Em “Entrevendo”, o artista propõe uma reflexão sobre como percebemos o mundo por meio dos nossos sentidos, incluindo objetos imaginários, linhas, balas de fuzil, moedas, vento e ossos. Uma das instalações com maior impacto sensorial é a “Entrevento”, onde o público recebe dois pequenos gelos para colocar na boca, um com água salgada e outro com água doce, e é convidado a percorrer um túnel com um ventilador. Outro destaque é “Olvido”, uma interpretação do artista para a colonização, com uma oca feita de cédulas de países latino-americanos, cercada por ossos de boi e velas, ao som de uma motosserra.

Todos os elementos utilizados pelo artista se tornam questionamentos sobre como notamos o mundo, tanto por meio de nossos cinco sentidos quanto pelas nossas visões políticas. A mostra tem curadoria de Júlia Rebouças e Diego Matos, com 150 obras e projetos em diferentes linguagens artísticas e meios de expressão, do início da produção de Cildo Meireles, nos anos 1960, até os dias atuais.

A visitação é gratuita e acontece de terça a sábado, das 10h às 21h30, com possibilidade de visitas mediadas às 11h30, 16h30 e 19h30, e domingos e feriados, das 10h às 19h30. O Sesc Pompeia fica na Rua Clélia, 93.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA