Lamentavelmente sós

0
75

Nossas lideranças e entidades vão bem quando não precisamos delas. Essa é mais uma das lições a serem aprendidas com a crise desencadeada pelo coronavírus. O máximo que se viu foram manifestações protocolares do tipo “atendendo recomendações das autoridades… também vamos ficar em casa!”. Triste constatar a fragilidade de tudo e de todos.

Mas para nós, que durante boa parte do nosso tempo e ofício, ouvimos e falamos do espírito comunitário e da força das entidades locais, é pouco dizer que é decepcionante o que pudemos observar até agora.

Empreendedores que foram obrigados a cerrar suas portas estão desorientados, sem assistência por parte de uma Associação Comercial e suas distritais, além de palavras reconfortantes de que precisamos ter fé neste momento.

Por ironia, as super festejadas redes sociais e seus insuportáveis grupos não conseguiram ir além do que sempre foram: meios de disseminação de fake news e piadas invariavelmente de mau gosto.

Silêncio da Diretoria Oeste da Ciesp, nenhuma ideia de ajuda humanitária nos clubes Rotary, nada de manifestação da OAB Lapa diante de abusos cometidos contra os direitos de cidadãos e consumidores, nenhum ofício das Sociedades Amigos de Bairro. Enfim, silêncio e omissão totais. Salvo as raras exceções de sempre. Nem vamos falar dos representantes políticos…

Mais uma vez estamos aqui cumprindo nosso papel. E sós!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA