Distritos da Lapa farão parte de pesquisa sobre imunidade ao coronavírus

0
597

Foto: Divulgação

Divulgação
Dados da Prefeitura de óbitos por bairros

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) vão iniciar um projeto-piloto para estudar quantas pessoas já estão imunes ao novo coronavírus. Os bairros testados serão Itaim Bibi, Jardim Paulista, Pinheiros, Alto de Pinheiros e os seis distritos da Lapa: Perdizes, Barra Funda, Lapa, Vila Leopoldina, Jaguara e Jaguaré. As informações foram publicadas no jornal O Estado de S.Paulo, na quinta-feira (16).

A metodologia que será utilizada chama-se amostra probabilística, que permite apontar o percentual da população infectada na região analisada. Serão sorteadas de forma aleatória 720 residências que receberão a visita de um pesquisador e de um enfermeiro. O projeto será financiado pelo Instituto Semeia em parceria com o Grupo Fleury e o Ibope, que aguarda aprovação na Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep).

O Ibope entregará folhetos na Zona Oeste e as casas sorteadas receberão uma carta de esclarecimento com telefones de contato. Nas residências selecionadas será convidado à participar um morador que tenha mais de 18 anos, que deverá preencher um questionário e retirar uma amostra de sangue no dia da visita.

Os pesquisadores acreditam que quando as pessoas entram em contato com a Sars-cov-2, ficam imunes à ela, mas com a falta de testes, somente pacientes em estado grave têm sido testados no País. “Como falamos mais dos mortos e dos pacientes graves, os casos leves ou assintomáticos ficam completamente invisíveis”, afirma Beatriz Tess, professora e pesquisadora do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP.

Casos por região 

A Prefeitura de São Paulo divulgou na quarta-feira (15) uma imagem com o que seriam as mortes decorrentes do coronavírus em cada uma das subprefeituras. Na Lapa, teriam ocorrido até o dia 13 de abril 32 mortes. Muitas pessoas questionaram os dados, uma vez que a soma das mortes em todas as subprefeituras daria 1.201 ocorrências, enquanto o Ministério da Saúde fala em 928 óbitos em todo o Estado de São Paulo (dados atualizados na sexta-feira (17) às 15h10).

Segundo o Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo, o percentual de isolamento social no Estado foi de 50%. De acordo com o Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, o médico infectologista David Uip, a adesão ideal para controlar a disseminação da Covid-19 é de 70%.

A Secretaria Municipal da Saúde informa que até às 15h de sexta-feira (17), os dois hospitais de campanha da cidade, Pacaembu e Anhembi, registraram 157 pacientes internados. O HMCamp do Pacaembu está com 81 leitos ocupados.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA