Mesmo com aumento de casos, aglomerações continuam

0
362

Foto: Reprodução

Reprodução
Torcedores no entorno do Allianz Parque no dia do jogo que definiu a final da Libertadores

Passados 14 dias das festas de ano novo, tempo médio de incubação do coronavírus, foi registrada uma piora nos indicadores de casos e de mortes. Na quarta-feira (13), o governo do Estado divulgou o número total de 13.490 pacientes internados por Covid-19 na rede hospitalar, maior número desde o dia 2 de agosto de 2020. Também foi divulgado que o estado soma desde o início da pandemia 48.985 óbitos e 1.577.119 de casos confirmados.

Na sexta-feira (15) foi anunciada a reclassificação do Plano São Paulo que colocou oito regiões do estado em medidas mais restritivas. A capital segue na fase amarela, onde os comércios e serviços podem funcionar com 40% de sua capacidade até às 22h, com exceção de bares que além de limitar o público precisam fechar até às 20h.

Mas os dados alarmantes não são suficientes para impedir aglomerações, como a que foi vista na terça-feira (12) na Pompeia, por causa do jogo entre Palmeiras e River Plate no Allianz Parque. Impossibilitados de acompanhar o jogo dentro do estádio, centenas de torcedores, muitos deles sem máscaras, estiveram no entorno da Avenida Marquês de São Vicente, ruas Palestra Itália, Caraíbas, Venâncio Aires, Diana e Padre Antônio Tomás durante a partida que definiu o time para a final da Libertadores. O uso de rojões, fogos e sinalizadores também foi criticado por moradores vizinhos que acompanharam a aglomeração de suas janelas e varandas.

Sorocabana

Com o aumento de casos, a ocupação de leitos também subiu e é de 67,7% na Grande São Paulo e 66,3% no Estado, conforme dados divulgados na quarta-feira (13).

Na terça-feira (12), a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, informou que, atualmente, o Hospital Municipal Sorocabana, que em agosto recebeu 55 leitos exclusivos para o atendimento de pacientes com Covid-19, está com seus 49 leitos de enfermaria com uma taxa de ocupação de 81%, e os 6 leitos de UTI, com 33% de ocupação.
Desde a entrega da unidade, 368 pacientes já foram internados no hospital, sendo, 323 na ala de enfermaria e 45 na UTI.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA