Família da prefeita foi dona de dois bairros

1
3984

Foto:

Marta com parentes da década de 50

José de Oliveira Jr. Repórter

A atual prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, tem raízes profundas com a origem dos bairros Siciliano e Vila Romana. O pai dela é Luiz Affonso Smith de Vasconcellos, filho da baronesa Ana Tereza Siciliano e do barão Jayme Luiz Smith de Vasconcellos. Segundo a contadora aposentada Áurea Matilde Spinelli Dib, o avô de Marta era tão rico que construiu um castelo de três andares na cidade carioca de Itaipava, entre os anos de 1926 e 1931. Entretanto, não aproveitou muito da sua fortuna, pois morreu em 1933.
A aposentada sabe todas essas histórias porque seu avô, o italiano João Rossi, comprou o terreno em 1926 na Rua Tito, onde Áurea vive até hoje. Na escritura da casa, de 1º de janeiro de 1934, consta que a área foi loteada, provavelmente no final do século 19, como herança do conde Alexandre Siciliano Júnior, pai da baronesa Ana Tereza.
“Na época, esta região da Lapa era uma fazenda. Como os avós paternos de Marta tiveram sete filhos, entre eles o pai da prefeita, Luiz Affonso Smith de Vasconcellos (vivo até hoje), houve uma partilha dos bens, que se transformaram em lotes, originando os dois bairros”, conta Áurea, relembrando que a mãe de Marta, Noêmia Fracalanza, era filha do milionário Julio Fracalanza, fundador do primeiro hotel em Campos do Jordão, na Vila Inglesa.
“Além disso, o primo materno de Marta, Ronaldo Julio Fracalanza, é casado com a minha filha, Narahan Dib”, ressalta a contadora formada pelas Faculdades Campos Salles em 1945, vindo a trabalhar no escritório da antiga Cerâmica Água Branca.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

1 COMENTÁRIO

  1. Conheci toda a família de Marta Sulicy, inclusive o estimado pai dela, cujo tinha uma fazendo no Parana, na qual moramos durante uns 20 anos. Zio, o irmão dela, era muito meu amigo.

DEIXE UMA RESPOSTA