Prefeitura quer revitalizar Doze de Outubro

0
689

Maria Isabel Coelho

Antes de deixar o cargo, o prefeito José Serra assinou um protocolo de intenções com entidades de lojistas para a revitalização de dez ruas comerciais da cidade, entre as quais a Doze de Outubro, na Lapa. O evento aconteceu no último dia 27 na sede da prefeitura, no centro da Capital. Segundo Serra, o objetivo é fortalecer a economia do comércio de rua e o turismo de compras em São Paulo.
Segundo o coordenador do projeto de Ruas Comerciais da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, Felippe Naufel, para concretizar esse protocolo de intenção é necessário que os lojistas façam adesão ao projeto de revitalização. Conforme o acordo e o decreto (46.880) de Revitalização de Ruas Comerciais, cabe aos lojistas viabilizar financeiramente a execução dos serviços de reforma da calçada e instalação de lixeiras e bancos, com a adesão, de no mínimo, dois terços dos comerciantes do trecho a ser revitalizado. À Prefeitura caberá a execução de rampas de acessibilidade, paisagismo, melhorias de iluminação pública, pintura de solo, troca de sinalização vertical e recapeamento asfáltico da via. “Essa parceria entre prefeitura e entidades de lojistas é uma chance de atrair mais consumidores, em ruas, com espaço público melhor, gerando emprego e renda”, afirma Naufel.
O coordenador acrescenta ainda que a finalidade é revitalizar além da Rua Doze de Outubro outras vias comerciais como as ruas da Mooca e Oriente, Normandia, Augusta (entre a Av. Paulista e a Rua Estados Unidos) e Teodoro Sampaio, Milton da Rocha (Vila Maria), Silva Bueno (Ipiranga), e avenidas Santa Catarina (Jabaquara), e Mateo Bei (São Mateus).

Associação

O vice-presidente da Associação dos Comerciantes, Proprietários e Empreendedores da Lapa (Acopel), Fausto Pardini explica que o protocolo assinado vem com a intenção de repetir o que foi feito em algumas ruas de São Paulo, como por exemplo a João Cachoeira. “Esse tipo de convênio exige a adesão dos comerciantes. A prefeitura já se antecipou e fez a repavimentação e a reorganização do comércio ambulante além da limpeza de boca-de-lobo. Agora, a prefeitura está cobrando uma ação dos lojistas para fazer as calçadas, que serão uniformizadas dentro de alternativas que a própria prefeitura estabeleceu”, esclarece ele.
Pardini disse também que o novo visual da rua deverá ter as calçadas alargadas próximo às esquinas, onde deverão ser colocados vasos de flores, bancos, telefones públicos e, talvez, tótens com informação das lojas daquele trecho. “Precisamos de um patrocinador, que poderá ter a publicidade no painel”, avisa Pardini.
O projeto para revitalização das calçadas irá custar entre R$ 400 ou R$ 500 mil. “Já estamos negociando com empreiteiras.
O custo, para cada um dos cerca de 200 lojistas da Rua Doze de Outubro , será proporcional ao tamanho da calçada do estabelecimento.
O valor também poderá ser parcelado em algumas vezes”, conclui Pardini

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA