Moradores da Lapa já sofrem com torneiras secas

0
819

Foto:

Moradores da Lapa já sofrem com torneiras secas

Moradores da região da Lapa já sentem a escassez de água nas torneiras. Em ruas da parte mais alta do bairro, como a Rua Catão, 1435, na Vila Romana, a moradora Luciana Barreiros Chiodi sofre com a falta de água. “Na segunda-feira à noite que percebi que não tinha água. Eles diminuíram a vazão e agora a água não chega na caixa. Na torneira da rua só corre um fiozinho. Na terça e quarta-feira não usei água para encher a caixa. Para cozinhar tive de comprar água. Fui lavar roupa na casa da minha sogra (na Rua Espártaco), que fica na parte mais baixa da vila (Romana), onde a água chega. Tenho um filho de 3 anos, não tenho como acumular roupa”, conta a moradora.Luciana não está sozinha. Sua vizinha, Nivia Laporta Mancinelli, que mora no lado mais baixo da rua, conta que toda noite falta água por volta das 20h.“Eles bem que podiam avisar antes”, reclama a moradora. Outras ruas da Lapa também ficam sem água à noite como João dos Santos Estrelado, Mipibu e também da região da Centro Comercial da Lapa, como Rua João Pereira. O presidente da Associação Amigos da Vila Romana, Adriano Romão, recebeu várias reclamações iguais a de Luciana e Nivia. “Os moradores apenas querem ser informados, assim tomariam banho e lavariam louça antes da água acabar”. 
Sabesp – A Sabesp informa que, devido às manobras técnicas operacionais para a transferência de vazões dos sistemas Guarapiranga e Alto Tietê, para atender alguns bairros abastecidos pelo Sistema Cantareira, poderão ser constatados eventuais momentos de desabastecimento, especialmente nos pontos altos dos bairros e no período noturno. 
Governador – Na quinta-feira, o governador Geraldo Alckmin acionou sete bombas instaladas na Represa Jacareí, em Joanópolis, dando início a captação de água da “reserva técnica” do  Sistema Cantareira que atingiu 8,2% de sua capacidade. “Dos 400 milhões de metros cúbicos de água, nós só pretendemos utilizar 182 milhões”, disse Alckmin. “Os estudos estão mostrando que isso é suficiente para a gente atravessar o outono, atravessar o inverno, garantindo o abastecimento e sempre estimulando a população a evitar o desperdício e ter o uso racional da água”, afirmou Alckmin. A campanha de uso racional da água com plano de bônus da Sabesp, que dá desconto de 30% na conta para quem reduzir o consumo de água em ao menos 20%, continua.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA