Denúncia e discussões marcam reunião do conselho

0
2668

Foto: Ana Paula Ferreira

Ana Paula Ferreira
Primeira reunião coordenada por Edson Sales teve discussão entre conselheiros

A primeira reunião do Conselho Participativo Municipal da Subprefeitura Lapa sob a coordenação de Edson de Andrade Sales – realizada na última quarta-feira (13) – contou com a presença de apenas 17 dos 36 membros e foi marcada por desordem e discussões devido a uma denúncia.

Shirley Jesus dos Santos, nova secretária do Conselho, fez uma denúncia contra Guilherme Rodrigues Monteiro Mendes, afirmando que o conselheiro não é advogado, como costuma se apresentar. “Eu trouxe a pesquisa que fiz no site da OAB e encontrei seu nome como estagiário. Como você se apresenta como advogado, está aqui a pesquisa. Então você é bacharel, é isso né?”, disse ela.

“Sua pesquisa foi incompleta. Se você pesquisar no Diário Oficial de dezembro de 2005 vai ver que minha aprovação no exame da OAB está publicada. A única diferença é que eu já era funcionário público da Justiça Eleitoral e quem trabalha com poder judiciário não tem a carteirinha da OAB.”, justificou Guilherme, e rebateu: “Em nenhum momento eu me apresentei como advogado e eu vou te questionar se você está afirmando isso. Mas eu não tenho que comprovar minha formação acadêmica pra ninguém!”.

O conselheiro Dalcio Augusto Pedreira Junqueira Franco também tomou partido na discussão e disse que Shirley estava “se submetendo a um papel patético”.

A discussão teve repercussão entre os membros do CPM nas redes sociais e resultou em um boletim de ocorrência, feito por Shirley na quinta-feira (14), na 91º DP. “Não fui eleita para ser humilhada, muito menos por um homem que nunca respeitou o conselho. Foi a primeira e última vez que ele me agride verbalmente”, declarou a secretária.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA