Rede Hora Certa inicia ação concentrada de dermatologia

0
1838

Foto: Maria Isabel Coelho

Maria Isabel Coelho
Alexandre Nemes e o gerente do Hora Certa da Lapa Marcello de Paschoal na abertura da ação

A unidade da Rede Hora Certa da Lapa (do Hospital Sorocabana) está com uma Ação Concentrada de Dermatologia para reduzir a fila de espera na especialidade. O coordenador de Saúde Oeste, Alexandre Nemes Filho, explica que não se trata de um mutirão, mas de uma fila pré-estabelecida de pessoas encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde para o serviço da Hora Certa, que esperam pelo atendimento. Nemes revela que no caso da dermatologia há mais de mil pacientes da área da coordenadoria Oeste (que inclui Lapa, Butantã e Pinheiros) esperando na fila. “Com essa ação de pequenos procedimentos como tirar uma verruga ou nevus (com total de 368 casos), a gente encurta o tempo de espera da consulta. São pequenas cirurgias que se acumulam na fila de espera e com essa intensificação, vamos diminuir o tempo para todos os casos, simples e complexos. Cerca de 40 pessoas – que é um número passível de um dia de trabalho de um dermatologista em 12 horas – estão aqui para fazer o procedimento”, disse o coordenador no primeiro dia da ação (22).

Serão feitas 40 cirurgias por dia em quatro datas diferentes. “Já anunciamos dois dias desse mês: 22 (quinta-feira) que marcou o início da ação e 24 de setembro (sábado). Os próximos dois dias vamos estabelecer junto com a equipe da Hora Certa e do dermatologista, Dr. Caio, que está fazendo os procedimentos. O importante é que esse tipo de ação se transforme em uma metodologia de trabalho para a área de regulação que controla as diferentes filas de espera das várias especialidades.

A cada 15 minutos um procedimento é feito, de forma que eles (pacientes) também não fiquem esperando por muito tempo no corredor (da Hora Certa). Ao final dessa ação vamos fazer uma avaliação com a equipe do Hora Certa para saber o resultado e o grau de satisfação das pessoas e ao mesmo tempo o tipo de procedimento realizado. O que a gente quer é diminuir o tempo da hora que foi diagnosticado o caso até a realização da cirurgia”, conclui Nemes.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA