Região da Lapa teve queda de mais de 100 árvores

0
2301

Foto: Maria Isabel Coelho

Maria Isabel Coelho
Árvores danificaram casas, carros e obstruíram a passagem nas calçadas

Uma semana após o temporal que derrubou mais de uma centena de árvores na região da Subprefeitura Lapa (dia 20), a comunidade ainda contabiliza os prejuízos. A semana começou com muitas espécies no meio de ruas como Duarte da Costa, Votupoca, Catão, Marcílio Dias, Barão de Jundiaí, entre tantas outras.

O pior caso foi o que ocasionou a morte do pintor de carros Lailson de Almeida, de 23 anos, que tentava fechar o portão de uma oficina, na Rua Albion, e foi atingido por um fio da rede elétrica, partido pela queda de um galho. “Começou a chuva e em seguida o vento, e o portão começou a bater, ele tentou segurar o portão e caiu na calçada. Fui ajudar, mas quando toquei na mão dele levei um choque, não tinha visto o fio em cima dele. Pedi para chamar a ambulância e tentamos fazer massagem para ver se ele voltava”, conta Edson Costa dos Santos, polidor e colega de trabalho de Lailson. Segundo as informações de vizinhos, existia um pedido de poda para a árvore.

Foram muitos os estragos. Uma das ruas com grandes árvores na pista foi a Duarte da Costa, na City Lapa, onde duas espécie caíram durante o temporal. Já na Rua Marcelina com Vespasiano outra árvore caiu sobre um carro modelo Classic, da Chevrolet. Outros casos semelhantes foram registrados na região da Subprefeitura. O proprietário, Paulo Pedra, alega que o veículo teve perda total. Ele aguarda saber se o seguro cobrirá o prejuízo. Caso contrário, vai acionar a prefeitura para pedir ressarcimento. Vizinhos afirmam que diversos pedidos foram feitos para a retirada da árvore que estava acometida por cupins há anos. O morador Sílvio Macedo alega que a árvore precisava de tratamento, mas que mesmo a poda do exemplar era escassa. “Em 28 anos, a árvore foi podada duas vezes”, afirma. Na Rua Duarte da Costa, o vigia José Nildo disse que se não fosse os Bombeiros, os moradores ficariam fechados.

Prejuízo – Na Rua Votupoca uma árvore caiu sobre uma casa. Priscila tinha acabado de se mudar para o imóvel (alugada).Ela teve vários eletrodomésticos queimados (microondas, máquina de lavar, etc) e precisou mudar-se para outro lugar. Segundo a Subprefeitura, a árvore da Rua Albion, 326, tinha solicitações de poda do ano de 2014. Em 2016 constavam solicitações para o exemplar que mencionavam o entupimento de calhas pela queda de folhas.

Com relação à Duarte da Costa (611) a Prefeitura trabalhou em conjunto com os bombeiros, Defesa Civil, Eletropaulo e equipes da Superintendência das Usinas de Asfalto no corte e recolhimento do material. As equipes trabalharam todos os dias, mas devido ao montante que o temporal ocasionou, foram executadas ações por ordem de prioridade: desobstrução de ruas e acesso de veículos e imóveis, desobstrução do passeio e recolha dos materiais, inclusive no final de semana auxiliando no corte de árvores e com apoio da Eletropaulo na liberação de áreas com interferência da fiação elétrica, todos espalhados nos distritos da Vila Leopoldina, Lapa, Perdizes, Jaguará e Jaguaré.

De acordo com a SubLapa, as ruas Votupoca, Barão de Jundiaí, Marcílio Dias, Cotoxó, Marcelina e Vespasiano, os serviços já foram executados. Cabe ressaltar que a Lapa é uma das subprefeituras que recebem, desde agosto de 2015, as ações do Plano Intensivo de Manejo Arbóreo (PIMA), para otimizar ações como podas, remoções e plantio de árvores e reduzir o risco de queda de espécies nas vias da cidade durante o período de chuvas. Durante o plano, foram executadas 15.123 podas e 2.028 remoções de árvores, além de 1.695 plantios.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA