Sonho de menina

0
1488

Alguns fatos marcam a vida da gente. Crescer ao lado da família, cercado de carinho é o mais importante deles. Isso deveria ser normal para qualquer criança, mas nem sempre é assim. Basta circular por locais como o entorno da Ceagesp ou a cracolândia, no centro de São Paulo, para ver de perto o triste cenário de crianças que circulam entre o bem e o mal.
Depois de conhecer a dura realidade do centro de São Paulo, onze meninas que moram na região da cracolândia ganharam uma festa de debutante com direito a cabeleireiro, maquiagem, vestido, valsa, comes e bebes e até um príncipe. Quarta-feira foi uma noite de sonho para as jovens. Tudo graças à doação de desconhecidos.

A história da festa começou com uma voluntária que conhece bem o drama dos usuários de drogas. A responsável pelo projeto Novos Sonhos, a missionária da Igreja Batista, Joana Machado Rodrigues começou o trabalho com as crianças da cracolândia há 7 anos, depois que chegou da Bahia com os pais. Seus pais vieram para São Paulo com a missão de trabalhar na cracolândia porque têm experiência com dependentes químicos. “Eles já foram usuários também. A gente entende o que é milagre quando se passa por isso”, revela Joana. Ao ver as crianças nas ruas, ela começou o projeto Novos Sonhos. “Decidi fazer um trabalho tentando de alguma forma passar valores para eles uma vez por semana, mas era pouco. Aí surgiu a ideia de fazer balé”.

Joana entrou como bolsista em uma escola e eles aceitaram 12 meninas. Depois ela conseguiu outras parcerias, cestas básicas e voluntários para balé, depois para o futebol, jiu-jitsu e reforço escolar. No final de 2016 chegou a 500 crianças. “Conseguimos parceria com a Faculdade Anhanguera e 65 estagiários de psicologia fazem atendimento a essas crianças e às famílias”, completa Joana sobre o trabalho de prevenção às drogas.
No ano passado, a missionária fez a festa de 15 anos para uma menina, Raissa (Conceição de Jesus). Raissa já faz planos, sonha em ser bailarina.

Baseado no filme “Meus 15 Anos”, estrelado pela atriz Larissa Manoela, as jovens passaram por todo o ritual de preparação para sua festa de debutante. Como disse Joana, doação e gratidão de estranhos muitas vezes fazem toda a diferença no destino de um jovem. Uma das voluntárias do projeto foi a idealizadora do roteiro do evento. Flávia Viana junto com Mônica Baptistelli prestam assessoria à produtora Paris Filmes e logo que tomaram conhecimento do lançamento do filme tiveram a ideia da festa para as meninas do projeto. A Paris Filmes e o empresário Valdir Godói do Espaço Climbers, na Vila Leopoldina, foram importantes, segundo Flávia, porque entraram de parceiros na realização do sonho das meninas: a festa de 15 anos.

Assim como no filme, que conta a história de Bia, uma garota tímida, sem muitos amigos, que vê sua vida virar do avesso ao ganhar uma festa, as meninas também passaram por transformação. Elas viram a magia do filme sair das telas para a vida real e seu sonho de criança realizado.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA