Lapa tem orçamento previsto de R$ 36 milhões

0
271

Foto: Divulgação

Divulgação
Subprefeitura deve ter mais recursos do que em 2021

A Proposta de Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2022 está em análise na Câmara Municipal, já com a definição do orçamento para as secretarias.

A Secretaria Municipal das Subprefeituras deverá contar com R$ 1,1 bilhão em recursos no próximo ano, sendo que os serviços urbanos deverão continuar com a maior fatia, um total de R$ 743,5 milhões. Entre as ações nessa área, destacam-se a pavimentação e recapeamento de vias (R$ 555,1 milhões), a manutenção de vias e áreas públicas (R$ 61,6 milhões) e a manutenção e operação de áreas verdes e vegetação arbórea (R$ 40 milhões). Já o serviço de saneamento básico, com manutenção dos sistemas de drenagem, tem valor proposto de R$ 31,4 milhões.

No orçamento da Secretaria das Subprefeituras também estão previstos R$ 51,2 milhões destinados a obras e serviços nas áreas de riscos geológicos, R$ 29,3 milhões para ações de fiscalização do comércio ilegal e R$ 28 milhões para serviços de desfazimento e demolição de construções irregulares em áreas de proteção ambiental.
Especificamente para a Subprefeitura Lapa está previsto o orçamento de R$ 36.609.043,00 que poderá ser incrementado com o envio de emendas parlamentares dos vereadores.

A Proposta de Lei Orçamentária poderá sofrer alterações propostas por munícipes e vereadores durante sua tramitação e o montante destinado à Secretaria de Subprefeituras também poderá ser alterado.

Para discutir o orçamento da cidade, será realizada uma audiência pública na próxima quarta-feira (10), às 10h, no Salão Nobre da Câmara. Também é possível acompanhar a reunião no site (www.saopaulo.sp.leg.br). Antes, na segunda-feira (8) será realizada a audiência devolutiva do orçamento cidadão referente à Lapa, às 18h30, de forma virtual (https://youtu.be/9M6ek7x-t2Q).

Saúde

Na quinta-feira (4) foi realizada a audiência pública temática sobre o orçamento de 2022 previsto para as áreas da saúde e serviço funerário no município. O chefe de gabinete da Secretaria Municipal da Saúde, Armando Luis Palmieri, detalhou os principais programas e investimentos que constam na peça orçamentária de 2022 com o total de R$ 14,680 bilhões, valor estável em relação ao orçamento de 2021. Palmieri explicou que, em função da pandemia, os orçamentos da saúde de 2020 e 2021 foram acrescidos de maneira atípica e que 2022 vai sustentar este incremento. “Vamos manter todos os equipamentos que foram adicionados nos dois anos de pandemia. Os hospitais abertos serão modificados, equipados, terão protocolos diferenciados em relação ao novo coronavírus e estarão disponíveis para a população”, disse.

Segundo a Prefeitura, a partir de 2022 serão inaugurados novos equipamentos de saúde, como o Hospital de CCI (Cuidados Continuados Integrados) em Ermelino Matarazzo, na Zona Leste, e o Centro Oncológico Bruno Covas, na Zona Sul. Já em relação ao Hospital Sorocabana, a Prefeitura afirma que está finalizando a regularização da escritura do prédio para iniciar a reforma e adaptação com recursos oriundos da lei que autorizou a venda de terrenos municipais, com R$ 30 milhões reservados para o hospital da Rua Faustolo.
Também deverão ser abertos dois Centros de Referência da Saúde Bucal, um na região Central e outro na Zona Leste, um Hospital Veterinário Municipal, um Centro de Referência da Dor na Zona Oeste e três Centros de Atenção Psicossocial.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA