Omissão

0
1594

A Avenida Dr. Gastão Vidigal vem sendo ocupada de forma sistemática, irregular e exponencial com o recrudescimento da criminalidade, consumo de drogas e abordagens constantes a transeuntes. Parte significativa migrou devido a remoção desastrosa de uma cracolândia, em set/21, na Rua Ariovaldo Silva. Sorte de quem realiza obras naquele local. Azar da população em geral.

Moradores, indignados com a omissão da Prefeitura, organizaram um abaixo-assinado, já com mais de 7500 assinaturas, solicitando uma solução social para a população de rua (como por exemplo, abrigos humanizados) e cobrando o cumprimento do Decreto 59.246/2020, que permite a apreensão de objetos “que caracterizem estabelecimento permanente em local público”, como camas, sofás e barracas “ou outros bens duráveis que não se caracterizem como de uso pessoal”. Afinal, a rua não é lugar digno de moradia. Se nada for feito, quem vai “pagar o pato”? A população que depende de ônibus e trem, ciclistas, trabalhadores e comércios locais que não prosperarão caso se consolide a degradação.

A Prefeitura precisa encabeçar junto com a Sociedade Civil a revitalização local, incluindo espaços comerciais como quiosques, lojas, estacionamentos e novo paisagismo, gerando novos empregos. Com a palavra o Prefeito Ricardo Nunes.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA