Candidato fala sobre adensamento da região

0
550

Foto: Reprodução

Reprodução
Tarcísio de Freitas visita o Mercado da Lapa

O candidato ao governo de São Paulo Tarcísio de Freitas esteve na região na quarta-feira (31), quando visitou o Mercado Municipal da Lapa e o entorno da Rua Doze de Outubro.

Durante a coletiva de imprensa, o candidato do Republicanos falou sobre seus planos urbanísticos para os bairros localizados na várzea do Rio Tietê, o que inclui a Lapa, Água Branca, Barra Funda, Campos Elíseos, Bom Retiro, Pari e Brás. Tarcísio de Freitas afirma que tem o plano de estudar a possibilidade de rebaixamento das linhas férreas, o que liberaria uma grande área, de aproximadamente 2.300 hectares, à margem do Rio Tietê, que poderia ser reincorporada ao tecido urbano. “O rebaixamento da linha férrea cria um espaço que vai nos proporcionar avenidas mais largas, ciclovias, passagens de nível e o aproveitamento de um potencial construtivo que pode impulsionar a geração de emprego na região”, afirmou.

Questionado sobre como seria feita essa obra de grande porte, o candidato citou a emissão de Cepacs (Certificados de Potencial Adicional de Construção), mesmo formato utilizado na Operação Urbana Consorciada Água Branca (OUCAB) e também motivo de debate entre o mercado imobiliário que procura valores atraentes para investimento e moradores e integrantes do Grupo de Gestão da OUCAB, que defendem que a venda de Cepacs a custos baixos podem inviabilizar obras importantes da operação. “Você tem um custo grande com esse rebaixamento, mas parte desse custo pode ser financiado com a emissão de títulos. É um projeto que vamos estruturar, vamos avaliar a viabilidade financeira, mas que faz muito sentido urbanístico”, disse Tarcísio.

Com a liberação das áreas, o candidato ao governo afirma que seria possível adensar mais os bairros. “No final das contas você integra a cidade. Os bairros espremidos na várzea do Tietê acabam não contando com rede de vias coletoras e tem problemas de mobilidade. Isso traz baixo adensamento e desvalorização. A gente pode requalificar muito essa região e seria um grande legado para a cidade de São Paulo”, afirmou. Segundo o candidato, essa proposta também poderia ser uma forma de estudar e avaliar o desmonte do Minhocão.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA