CARNAVAL: Dragões da Real e Mancha Verde, duas escolas da região, participam do desfile das campeãs no sábado

0
154

Foto: Divulgação

Divulgação
Dragões da Real homenageou a África

O desfile das campeãs do Carnaval de São Paulo acontece no sábado, 17, com a presença de duas escolas da região: a Dragões da Real, da Vila Anastácio, que pelo segundo ano consecutivo ficou em segundo lugar entre as escolas do Grupo Especial, e a Mancha Verde, que tem seu barracão na Barra Funda, quinta colocada este ano. Já a Águia de Ouro, com sede na Pompeia, tradicional entre as grandes do Carnaval paulista, ficou apenas com a 10ª colocação.

Fundada em 2000 por membros do São Paulo Futebol Clube, a Dragões estreou no Grupo Especial em 2012. Este ano, a escola brilhou com o samba enredo ‘África – Uma Constelação de Reis e Rainhas’. “Era um anseio da escola esse ineditismo de ter um enredo afro. Tudo que é novo é bom. Tem um saborzinho melhor e mais gostoso. A comunidade está feliz, eles desejavam isso e eu acho que a escola soube representar muito bem essa África triunfante que a gente queria trazer para avenida”, disse o diretor de Carnaval, Márcio Santana.

Já a Mancha Verde, representante da torcida palmeirense, começou como bloco carnavalesco em 1995. No Grupo Especial do Carnaval oficial tem dois títulos conquistados – foi campeã em 2019 e em 2022. Com o samba enredo ‘Do nosso solo para o mundo: o campo que preserva, o campo que produz, o campo que alimenta’, este ano a Mancha fez bonito exaltando a riqueza agrícola do Brasil.

Das três escolas de samba da região, a Águia de Ouro é a mais antiga, tendo sido fundada em 1976. Em 2020 ganhou o título de campeã do Carnaval paulista pela primeira vez.  O samba enredo da escola este ano homenageou o rádio.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA