Comunidade prepara a sua folia

0
756

Pelo sexto ano consecutivo, o bloco carnavalesco “A Lapa Somos Nóis” começa a preparar as alas que desfilarão na semana que antecede o Carnaval. Neste ano, o enredo é “Narciso Negro”, tema inspirado no desfile que a Nenê de Vila Matilde levou ao Sambódromo em 1997, com o objetivo de enaltecer a cultura afro-brasileira. “Decidimos prestar uma homenagem a um dos mais importantes nomes do samba paulistano, que é o seu Nenê, grande figura do nosso Carnaval”, afirma Décio Ferreira, que junto com José Benedito Morelli, o Boneli, fundou o “A Lapa Somos Nóis”.
A apresentação dos blocos carnavalesco de bairros já virou tradição no Carnaval da cidade, que este ano reservou o espaço privilegiado para que as comunidades curtam a Festa de Momo. O Pholia 2006 acontecerá na Praça Cívica da Fundação Memorial da América Latina, nos dias 18 e 19 de fevereiro. “O nosso bloco desfilará no dia 18, um sábado às 17h30. Toda a comunidade está convidada para se divertir e sambar com a gente”, afirma Boneli.
De acordo com os organizadores, mais de 1.300 pessoas confirmaram presença nas alas do “A Lapa Somos Nóis”. Até agora aderiram ao desfile as seguintes entidades e empresas: Jornal da Gente, Associação Comercial de São Paulo-Distrital Lapa, Escola de Samba Império Lapeano, Botafogo de Vila Leopoldina, Benfeitora Jaguaré, Camp-Oeste, Colégio Pré Médico, Lale, Oficina Cidadão, Bar do Betão, Onze Garotos.Os interessados em adquirir abadás ou formar alas próprias devem entrar em contato com Décio Ferreira pelo telefone: 3834-1966 ou com Boneli no telefone 9654-7035.
Festa começou em 1990
Desde a origem, há 16 anos, o Pholia é organizado pela Associação das Bandas, Blocos e Cordões Carnavalescos do Município de São Paulo (ABBC) e, desta feita, em parceria com o Memorial da América.. Este ano um dos destaques é o corso carnavalesco à moda antiga, com desfile de velhos modelos Ford e Chevrolet, levados por foliões vestidos a caráter. No sábado, 18.2, a festa será encerrada por show do grupo de pagode Inimigos da HP. No domingo, a atração ainda não foi fechada pelos promotores do evento, que conta com o apoio oficial da prefeitura, por meio da São Paulo Turismo. A entrada é franca, mas a organização pede aos participantes que levem 1 quilo de alimento não perecível, que será doado para famílias carentes.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA