Ecologicamente Correto

0
856

Foto:

José Maria Ribeiro Neto

No coração da Vila Leopoldina, está sendo erguido um empreendimento pioneiro, que respeita o meio ambiente e o bolso dos compradores. O Green Office Alto da Lapa terá 14 andares tipo com 98 conjuntos comerciais e muitas vantagens para os investidores. Trata-se de um projeto que emprega técnicas de construção de última geração e conceitos consagrados dos edifícios de alta performance (os chamados Green Buildings).
“A idéia é construir unidades comerciais que possibilitem maior comodidade para os empreendedores, seguindo um conceito de construção sustentável, com menor impacto ambiental e custo social reduzido, com o objetivo, inclusive, de aumentar a vida útil do edifício”, explica o engenheiro civil José Maria Ribeiro Neto, um dos sócios da O. G. Ribeiro, construtora da obra da Rua Schilling. Com incorporação da West Empreendimentos Imobiliários, o prédio utiliza idéias inovadoras para o bem-estar coletivo.
A tecnologia de ponta utilizada nesses conjuntos mostra o que existe de mais avançado na engenharia. Destaca-se a laje com cordoalha engraxada protendida que proporciona vãos sem vigas e menos pilares. Desta forma, o usuário do escritório terá mais flexibilidade para reformar o ambiente, de uma forma mais simples, mais rápida e mais barata. Em vez da alvenaria convencional, as paredes seguem o padrão “dry wall”, a base de gesso acartonado, prevendo a instalação de novas tecnologias no futuro e proporcionando rapidez nos consertos. Todas as unidades também contam com shafts, espaços reservados que concentram a fiação e a tubulação, permitindo total mobilidade e fácil manutenção. “A estrutura hidráulica utiliza menos canos, semelhante a um quadro de força. O sistema PEX facilita a distribuição da água pelas mangueiras”, disse o engenheiro.
A escolha do bairro para abrigar este empreendimento diferenciado se deve ao potencial de crescimento imobiliário da região. Por meio de uma cuidadosa pesquisa, a Vila Leopoldina foi considerada um nicho de mercado para prédios comerciais modernos e arrojados. Neste contexto, o Green Office Alto da Lapa se destaca pela preocupação com a qualidade de vida dos investidores e a economia de recursos naturais para a sociedade.
O prédio possui um sistema de captação de águas pluviais (chuva) para a reutilização nos banheiros. As torneiras economizam até 65% de água e os vasos sanitários são de baixo consumo, diminuindo de 12 para seis litros o volume utilizado em cada acionamento. “A descarga terá dois botões: um para cada necessidade fisiológica”, afirma. O consumo de luz diminui, graças ao projeto especial de iluminação na área comum e sensores de presença. A instalação de ar-condicionado tipo split reduz o consumo de energia em 40%. Os elevadores também seguem outro padrão de qualidade. “Não haverá casa de máquinas nem correntes para movimentar os três elevadores especiais. Existe um dispositivo de última geração com fitas que sobem e descem a cabine do elevador”, observa Ribeiro Neto.
Todas as inovações se pautam na redução da taxa mensal do condomínio. Esta preocupação vem desde o projeto da obra. O usuário do edifício terá custos menores. “Por exemplo, as garagens administradas por manobristas gerarão renda marginal do estacionamento, ajudando a diminuir a mensalidade condominial”, explica.
O Green Office Alto da Lapa está sendo construído na Rua Schilling, 413. Até agora, foram comercializadas 25 unidades. Os conjuntos medem entre 31 e 270 metros quadrados. Preço mínimo por escritório R$ 91.400,00, com financiamento em até 60 meses direto com a construtora e garantido por um grupo sólido. A conclusão está prevista para dezembro de 2004. Quem quiser mais detalhes sobre o projeto pode ligar para os telefones 3834-2720 e 3721-4300, ou obter informações pelo site www.green-office.com.br.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA