Guilherme Afif Domingos visita Distrital Lapa

0
498

Foto:

Afif Domingos durante cerimônia na ACSP-Lapa

A solenidade de posse da nova diretoria e do conselho da Associação Comercial de São Paulo – Distrital Lapa 2003/2005, na última quarta-feira, contou com a presença do presidente da entidade, Guilherme Afif Domingos, que revelou seus planos para a gestão. O vice-presidente da ACSP, Valmir Madázio, apresentou a diretoria da Distrital Lapa, encabeçada por Douglas Formaglio, o 18º diretor-superintendente nos quase 52 anos da entidade no bairro.
O novo superintendente da ACSP-Lapa disse que pretende fortalecer ainda mais a entidade, localizada num dos bairros de maior potencial empreendedor. “Vamos trabalhar em equipe para defender a livre iniciativa, criticar as ações nocivas ao empresariado, bem como viabilizar novos empreendimentos”, prometeu Formaglio, que manifestou seu reconhecimento ao esforço de seus antecessores pelo grande trabalho voluntário à frente da associação. Também agradeceu a colaboração do Rotary Club de São Paulo – Lapa, Conselho Comunitário de Segurança no bairro, Lions Club, Conselho das Sociedades Amigos de Bairro da Região da Lapa, 4º Batalhão da Polícia Militar Metropolitano e demais entidades da região.
Afif iniciou sua palestra transmitindo as diretrizes e a ação da nova gestão da ACSP. Ele pretende fazer uma sinergia entre todos os setores, de todas as áreas, com todas as distritais, para evitar dispersão de forças e o desperdício de recursos. “As lideranças da Lapa serão chamadas para representar a estrutura de uma sociedade organizada”, declarou. Durante a sua apresentação, Afif deixou claro que a associação é uma entidade que reúne pessoas com vocação para assumir riscos. Após um breve histórico da tradição ética da Associação Comercial, afirmou que a missão da entidade é congregar os interesses para atender os ideais de desenvolvimento nacional, por meio do incentivo da livre iniciativa dos empreendedores.
O presidente da ACSP pretende formular a política da entidade para São Paulo, mas estreitar a ação nas sedes distritais, localizadas nos bairros da capital. “A importância da comunicação com jornais locais pelas distritais, além de uma boa relação com as subprefeituras deve ser prioridade”, disse Afif, que chegou a chamar Adaucto José Durigan de “superprefeito” da Lapa. Também afirmou ser essencial o Programa de Convivência e Aprendizagem no Trabalho, que pretende colocar 120 mil adolescentes no mercado de trabalho, através do Movimento Degrau.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA