Comunidade pressiona por obras de drenagem

0
924

Foto:

Antonietta cobrou de Haddad providências urgentes

A agenda de Maria Antonietta de Lima e Silva, presidente da Associação Amigos da Vila Pompeia, teve que ser totalmente refeita depois das fortes chuvas que colocaram o bairro literalmente debaixo d´água nos dias 14, 15 e 19 de fevereiro. Informações equivocadas publicadas no jornal Diário de S.Paulo a respeito das soluções adotadas pela Prefeitura no combate às enchentes na região da Avenida Francisco Matarazzo e comentários irônicos disparados em redes sociais sobre sua atuação comunitária diante de um problema histórico, obrigaram Antonietta  cancelar vários compromissos pessoais para se dedicar, exclusivamente, às questões de um bairro que continua refém das chuvas.A primeira ação foi conversar diretamente com o prefeito Fernando Haddad, na terça-feira, 19, durante debate sobre o Plano Diretor na Câmara Municipal de São Paulo. Antes que o evento tivesse início, Antonietta esperou que o prefeito terminasse uma conversa para se apresentar e logo desabafar. “A Pompeia não suporta mais viver assim. Por favor, prefeito, veja com a Siurb e Secretaria do Verde a questão das obras de drenagem”. Haddad, de maneira gentil e atenta, ouviu o apelo da líder comunitária e perguntou, talvez influenciado pelas informações equivocadas que circularam na mídia:“A senhora está falando do piscinão?”. Antonieta apressou-se em passar para o prefeito o quadro correto. “Não existe piscinão. A obra é a construção de galerias que necessitam de licença ambiental”. Haddad então se comprometeu a verificar o caso diretamente com a Secretaria do Verde e Meio Ambiente (SVMA). Todo esse diálogo foi acompanhado pelo vereador Andrea Matarazzo (PSDB), membro do G-19. O registro foi feito com exclusividade  pela equipe de reportagem do  Jornal da Gente.Na quarta-feira,20, Antonietta conseguiu falar com vários setores da Prefeitura, entre eles a SP Obras, responsável pela elaboração do estudo ambiental exigido pela SVMA. Na quinta-feira, logo pela manhã, ela recebia um telefonema do gabinete do prefeito Haddad que solicitava o envio de informações detalhadas sobre o quadro de enchentes na Pompeia. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA