Produção caseira de chocolates é saída para não passar a Páscoa no vermelho

0
1995

Foto: Tiago Gonçalves

Tiago Gonçalves
Coelhos da Di Siena

Com a crise econômica que afeta o bolso dos brasileiros, muitas pessoas optam por uma Páscoa com menos gastos este ano. Segundo pesquisa da SPC Brasil, 57% da população vai presentear alguém nesta data e 39% planeja diminuir os gastos com os ovos de chocolate.

Uma opção interessante para quem quer economizar é produzir os próprios ovos de Páscoa. A Chocolândia, localizada na Rua Fábia, 820, tem todos os insumos para aqueles que querem apostar nos doces caseiros e ainda oferece cursos para quem quer aprimorar as receitas e ter uma fonte alternativa de renda. Osvaldo Nunes, fundador da rede, afirma que 90% do seu negócio é focado em quem quer produzir doces em casa. “Temos doze salas de aula, com nove mil alunos em média por mês. Desses cursos saíram médias e grandes empresas. Donas de casa formaram os filhos e pagaram as dívidas com o chocolate que produziram”, diz.

O Mercado da Lapa, na Rua Herbart, 47, também é uma boa opção para quem busca chocolates variados a preços mais em conta. Nos boxes 54 e 56, de Frachesco Aloise, e no 11 do Comercial Vendrame de Carra é possível encontrar barras de chocolate, formas, embalagens e recheios.

Quem não quiser preparar os ovos em casa pode contar com chocolaterias como a Di Siena, que oferece desde coelhos de chocolate que custam R$ 3,50 até um o ovo de 5 kg por R$ 375, na Rua João Ramalho, 1060. Pesquisa de preços e criatividade são os maiores aliados para celebrar a Páscoa sem ficar no vermelho.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA