Coordenadoria anuncia carreta oftalmológica na Rua Sepetiba

0
301

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Rosana Ferro assume Coordenadoria Regional de Saúde Oeste

Rosana Ferro é a nova coordenadora da Coordenadoria Regional de Saúde Oeste. Formada em enfermagem e administração, ela ressalta que o seu trabalho é uma continuação do que já estava em andamento no órgão e que o diálogo com a comunidade e conselhos gestores de saúde será prioridade.

A coordenadora anuncia, ainda para este ano, a instalação de uma carreta para atendimento oftalmológico no terreno da Rua Sepetiba, onde futuramente está prevista a mudança da UBS Doutora Wanda Coelho de Moraes, da Vila Ipojuca, que hoje está na Rua Catão. “Estamos no final do ano, final de orçamento, então não adianta enganar a população, esse ano não será possível construir uma nova UBS. O ano orçamentário fecha em outubro, final de outubro e está sim no nosso radar a mudança da UBS Ipojuca, mas inicialmente o que estamos fazendo com o Carlos (Fernandes), é que a Prefeitura Regional da Lapa vai adaptar o terreno. Tivemos uma reunião ontem (26) com o conselho gestor, que votou e aprovou, então a região oeste vai receber uma carreta de oftalmologia, com consultas e alguns procedimentos, e essa carreta vai ficar na Rua Sepetiba. Isso não inviabiliza e não conflita com a questão da locação da UBS. Foi uma escolha para esse terreno que já está com vigilância  eque seria mais rápido readequar carreta. Esse terreno, com o investimento que prefeitura regional está fazendo, vai permitir colocar essa carreta lá e vai ser bastante interessante para a nossa fila de oftalmologia. Vai dar um salto de qualidade para as pessoas que estão na fila e diminuir a lista de espera”, afirma. Assim que a Prefeitura Regional da Lapa fizer as adaptações necessária, a Coordenadoria irá instalar o equipamento. Segundo Carlos Ferandes os recursos para as adaptações vieram de emendas parlamentares e, além da Rua Sepetiba, outro equipamento semelhante será instalado no Jaguaré, na Avenida Corifeu de Azevedo Marques. Está previsto também, até o final do ano a instalação de um Caps III Álcool e Drogas na Vila Leopoldina.

Sobre a UBS da Lapa de Baixo, a coordenadoria afirma que não foram encontrados os recursos prometidos pelo deputado federal Vinícius Carvalho (PRB), em outubro do ano passado.   “Nosso assessor parlamentar buscou, mas não encontrou a publicação dessa emenda, então a questão da UBS da Lapa de Baixo temos que resolver, mas provavelmente não será com emenda, até porque a construção de uma UBS é em torno de R$ 3 milhões. Ajudaria, porque o valor é de um terço da obra, mas a gente não localizou”, explica Rosana.

A coordenadora fala sobre a reestruturação realiza quando Wilson Pollara era secretário de Saúde, que gerou bastantes críticas da população. “Estava prevista a ampliação da atenção primária das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) para cobrir os territórios. A ideia era que até o final da gestão todas as regiões estivessem cobertas com a ESF e que fossem reduzidos serviços de AMA, que também trabalham na atenção primária, mas em uma lógica de queixa-conduta, e o que se previa era uma atenção básica mais longitudinal, com cuidado desde a primeira infância até a terceira idade”, afirma. A coordenadora explica que muitos pacientes apenas iam às AMAs para atendimentos pontuais, sem registro de prontuário ou vinculação à UBS.  “A população não entendeu esse movimento de reestruturação como interessante do ponto de vista do acesso. O novo secretário (Edson Aparecido) chega e retoma, até pelo fato do Ministério Público estar envolvido no processo, procurado pela sociedade, mas o Edson chega com equipe nova  e retoma 13 das AMAs que tiveram o modelo reorientado. Aqui na região oeste, reabriu a AMA Piauí, AMA Jardim São Jorge e AMA Paulo VI. A AMA do Jaguaré consta na lista que inicialmente a promotora pede para reabrir, mas essa unidade nunca chegou a ser fechada”, diz.

A ex- coordenadora Lúcia Mota assumiu o posto de coordenadora adjunta e Valéria Franzese, que era supervisora de saúde da região Lapa/Pinheiros é agora responsável pelas equipes técnicas da Coordenadoria.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA