Jesus e Doutores da Alegria são homenageados em desfiles

0
212

Foto: Divulgação

Divulgação
Dragões da Real homenageia Doutores da Alegria

As escolas de samba da região apostaram em temas variados para os desfiles desse carnaval. A campeã do Grupo Especial de 2019, Mancha Verde, desfilou na sexta-feira (21) e escolheu o enredo “Pai! Perdoai, eles não sabem o que fazem!” que é uma homenagem a Jesus. A rainha da bateria foi Viviane Araújo que desfilou com a escola pelo 16° ano consecutivo.

Já a Dragões da Real, da Vila Anastácio, foi a terceira a desfilar na sexta-feira e levou ao sambódromo o enredo “A Revolução do Riso: “A arte de subverter o mundo pelo divino poder da alegria”, do carnavalesco Mauro Quintaes. O tema é uma homenagem ao trabalho dos Doutores da Alegria. Os sambistas da escola visitaram a sede da associação, que fica em Pinheiros, como parte do processo de criação e preparação para o carnaval. Wellington Nogueira, fundador da associação Doutores da Alegria, também esteve na quadra da escola de samba onde realizou a palestra “Uma experiência de alegria em meio à adversidade”, sobre o papel da alegria como potencializadora da criatividade, transpondo para o universo do carnaval a experiência dos Doutores em transformar obstáculos em recursos.

A Pérola Negra teve que correr contra o tempo para recuperar o material e fantasias perdidas após a forte chuva dos dias 9 e 10 que alagou seu barracão localizado embaixo do Viaduto Miguel Mofarrej. A escola desfila neste sábado (22), às 22h30, com uma homenagem ao povo cigano com o enredo “Bartali Tcherain – A estrela cigana brilha na Pérola Negra”. A Pérola foi campeã do Grupo de Acesso em 2019 e agora desfila no Grupo Especial.

Às 2h50 do sábado é a vez da Águia de Ouro desfilar no sambódromo com o enredo: “O Poder do Saber – Se saber é poder… Quem sabe faz a hora, não espera acontecer” do carnavalesco Sidnei França que veio da Gaviões da Fiel. Outra estreia da escola é a da passista Tati Minerato que foi rainha de bateria da Gaviões da Fiel entre 2009 e 2017.
Por fim, a última escola da região a desfilar no Anhembi é a Rosas de Ouro, às 5h10, com o enredo “Tempos Modernos” sobre a quarta revolução industrial. As fantasias da velha guarda foram desenhadas pelo estilista Ronaldo Fraga e Ellen Rocche, após 12 anos como rainha de bateria da escola, deixa o posto para Ana Beatriz Godói.

A Império Lapeano desfila pela União das Escolas de Samba Paulistanas (UESP) no domingo (23), às 23h40, na Avenida Eliseu de Almeida, no Butantã, com o enredo “Louco é aquele que não vive no mundo da loucura”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA