Cate Lapa realiza processo seletivo para empresa da Zona Norte

0
175

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Leo Santos e Aline Cardoso

Na quarta-feira (4) cerca de 50 pessoas que passaram pelo processo seletivo do Cate (Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo) da Lapa foram admitidas para trabalhar no Grupo Roldão Atacadista. Os novos funcionários estiveram na Subprefeitura da Lapa para receber orientações sobre o trabalho, uniformes e crachás. O evento contou com a presença da secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, do subprefeito da Lapa, Leo Santos, e do diretor de operações do Grupo Roldão Atacadista Márcio Mendes.

O processo seletivo ocorreu entre os dias 10 e 12 de fevereiro com 428 pessoas, sendo que 145 foram aprovadas. Os funcionários irão trabalhar em uma unidade que será inaugurada ainda este mês na Zona Norte, em atividades como operador de empilhadeira, conferente de mercadoria, fiscal de prevenção e perdas, fiscal e operador de caixa, empacotador, repositor de produtos, entre outros. “O momento ainda é difícil para conseguir emprego e nós abrimos a nossa casa para fazer esse processo, com o parceiro que é o Grupo Roldão, para vocês mudarem a realidade de vocês, diminuir um pouco a preocupação de como pagar as contas no fim do mês, e isso é que faz a diferença na vida da gente. Também fico feliz de ver que 90% das pessoas que estão aqui são mulheres”, declarou Leo Santos.

Segundo Aline Cardoso, em 2019 o Cate atendeu 1,5 milhão de pessoas que precisavam de um emprego. “Nosso trabalho é fazer uma ponte entre funcionários e empresas. É muito importante que as empresas cresçam. Antigamente tinha aquela visão de funcionário contra o patrão, mas não pode ser assim. O patrão e funcionário têm que ser aliados, as empresas precisam ter lucro e assim mover o país e trazer desenvolvimento”, afirma a secretária.

O Cate Lapa funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na Rua Guaicurus, 1000. As vagas disponíveis podem ser pesquisadas no site (www.cate.prefeitura.sp.gov.br).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA