Prefeitura retoma processo de concessão de cemitérios

0
347

Foto: Prefeitura do Município de São Paulo

Prefeitura do Município de São Paulo
Capela do Cemitério da Lapa ganhou nova pintura em novembro

A Prefeitura publicou no último sábado (5) o edital de licitação dos serviços realizados pelos cemitérios e crematórios públicos da cidade. O documento estabelece as regras para a gestão, operação, manutenção, exploração, revitalização e expansão de 22 cemitérios, incluindo o da Lapa, e de um crematório, bem como a criação de três novos crematórios. A concessão terá a duração de 25 anos e a Prefeitura espera conseguir com ela cerca de R$ 656 milhões em benefícios econômicos para a cidade.

Todas as gratuidades garantidas em lei serão mantidas com a concessão. O projeto também deverá viabilizar investimentos na administração, a revitalização das áreas existentes, a modernização das instalações com a construção de edifícios de apoio, melhorias na pavimentação das pistas de circulação de veículos e pedestres, no mobiliário (como bancos e bebedouros), nas salas de velório e sanitários.

Os equipamentos públicos serão divididos em quatro blocos e para explorar os serviços, as concessionárias deverão pagar valores iniciais que, juntos, somam aproximadamente R$ 580 milhões. Além dessa outorga fixa, serão recolhidos aos cofres municipais 4% das receitas auferidas pelas concessionárias. Juntos, os valores estimados para os contratos somam mais de R$ 7 bilhões.

O cemitério da Lapa, alvo frequente de reclamações pela falta de zeladoria e problemas de segurança, com o furto de placas dos túmulos e outros adornos, integra o bloco 3, junto com os cemitérios Campo Grande, Lajeado, Parelheiros e Saudade, com uma outorga mínima fixa de R$ 166.460.000,00.

Em 2021, para a celebração do Dia de Finados, o Cemitério da Lapa recebeu serviços de zeladoria, manutenção e pintura.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA