Moradora faz 110 anos

0
1506

Foto:

Beatriz mora com a filha Marília há 48 anos

Muitos mortais não conseguem chegar a
metade da idade de Beatriz de Oliveira Soares. Uma moradora da rua
Mercedes que no próximo dia 21 completa 110 anos de vida. A festa de
Beatriz ficará para o sábado. A comemoração vai reunir a família ao
redor da centenária senhora.
Mas nem a idade conseguiu apagar as lembranças da menina que nasceu em
Itapetininga, em 21 de maio de 1899, começou os estudos na escola da
Praça da República em São Paulo e se formou professora em São Carlos,
seguindo os passos do pai, Mariano de Oliveira, que pela dedicação a
carreira dá nome a uma escola de Pirituba.
Sua carreira teve início no interior e em 1937 ela veio para São Paulo.
A profissão a aproximou do professor, João Soares Filho, com quem se
casou e teve quatro filhos: Glaura (já falecida), Célia (escritora e
Pedagoga), a cantora lírica e professora Marília Siegl (aposentada pelo
Teatro Municipal), e Dirceu.
As fotos sobre os móveis e parede da sala registram sua história,
grande parte vivida na Lapa. Beatriz morou na Rua Doze de Outubro,
próximo a Vila Adélia, quando as residências dominavam a paisagem do
local. A professora lecionou e se aposentou no antigo colégio Pereira
Barreto, na época que a escola era no prédio do atual Escola
Anhanguera, na Antonio Raposo. “Naquele tempo os professores tinham
muito valor e eram respeitados pelos alunos”, relembra a educadora.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA