Fabricante investe em projeto|de uso eficiente da água

0
1186

Foto:

Osvaldo Barbosa de Oliveira Junior, coordenador de Aplicação da Deca e do PróÁgua

Em época de crise hídrica, o uso eficiente da água virou preocupação de muitas empresas. Uma delas é a Duratex, maior produtora de louças e metais sanitários das marcas Deca e Hydra, que tem sede na região da Água Branca. O grupo investe em pesquisas e tecnologias para priorizar a economia de água. Dentre as ações está o projeto Deca|ProÁgua. Segundo o engenheiro e coordenador da área de Aplicação da Deca e do PróÁgua, Osvaldo Barbosa de Oliveira Junior, o projeto piloto teve início em 2013 no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp). “Depois de um mês da instalação das tecnologias economizadoras, entre os meses de junho e julho, foi possível verificar o impacto do programa com a redução de 41,3% no consumo de água”. 

O museu, que recebe cerca de duas mil pessoas por dia, utilizava em média 1700 m³ de água ao mês e passou para 998 m³. Segundo Junior, a pesquisa do projeto durou dois anos. “Fizemos um estudo intensivo para melhor redução de consumo. O projeto Deca/ProÁgua pode ser aplicado em diversas edificações como casas, condomínios e hospitais, por exemplo. O grande ponto do PrÁgua é o diagnóstico do edifício para verificar onde está o maior consumo. Outra ação é a detecção de vazamentos e a terceira as palestras de conscientização. É um programa modular”, informa o coordenador. O especialista ensina como identificar se o consumo está adequado. “Basta pegar o consumo (m³ ou litros) dividir pelo número de moradores para encontrar o indicador de consumo. Se o resultado for igual ou menor que 4,5 m³/mês (ou 4500 litros), o consumo está adequado. Se estiver abaixo, ótimo, se estiver acima começa a avaliação de como reduzir (o consumo)”. Outras informações sobre o projeto podem ser obtidas por e-mail (proagua@deca.com.br). 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA