União Fraterna planeja ações para 100 anos da entidade

0
271

Foto: Divulgação

Divulgação
O produtor cultural Cadu Ruocco será o responsável pela nova programação da União Fraterna

Apesar do dia 20 de Outubro de 2025 ainda estar longe, a Sociedade Beneficente União Fraterna já se prepara para celebrar seus 100 anos de fundação, um marco histórico tanto para a instituição como para a Lapa.

A diretoria da União Fraterna começou a planejar diversas ações para o Centenário, entre elas a inauguração da placa do Inventário Memória Paulistana, concedida pela Secretaria Municipal de Cultura, a publicação de dois livros, um sobre a história da União Fraterna e outro da Lapa, a denominação da praça em frente à entidade como Praça João Mantovani Filho, em homenagem ao ex-presidente da União Fraterna, a instalação do elevador para completar a acessibilidade, a finalização das obras de restauro e a criação de um vídeo institucional. Também estão previstos o desenvolvimento de uma nova programação cultural e a promoção da integracionalidade, mesclando bailes da terceira idade com eventos para o público jovem.

Para gerenciar o programa de cultura, a União Fraterna contratou Cadu Ruocco, morador da Vila Pompeia e profundo conhecedor da região. Ruocco trabalha há vinte anos no mercado cultural e desde 2013 é sócio da Multitude Arte e Comunicação. Já realizou grandes eventos como as seis edições da SIM SP, sete edições da Festa Literária Internacional/ FLIP de Paraty e é um dos criadores do Festival Caosarte que contou com quatro edições. É também um dos criadores do Mercado do Cais (mercado criativo). “No momento estamos nesta crise sanitária e aguardando a vacina e orientações do poder público para realizar qualquer evento. Como morador da região e amante da União Fraterna, entro com o objetivo de levar uma programação de festas, shows, feiras e eventos temáticos para fomentar o espaço com o intuito de preservar um patrimônio histórico muito importante da cidade de São Paulo”, afirma Ruocco.

No planejamento do produtor cultural está a realização de bailes, feiras, painéis de palestras com transmissão virtual, a criação de um canal de podcast, oficinas, vivências e intervenções visuais para ativar o potencial da União Fraterna como centro cultural e hub de economia criativa, além de ressaltar a importância da entidade como patrimônio histórico para os frequentadores e moradores da região.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA