Policiais da região devem receber câmeras portáteis até 2022

0
268

Foto: Reprodução

Reprodução
Subprefeita Fernanda Galdino visita sede do 4º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano

A Polícia Militar iniciou a implantação do programa para o uso de bodycams, câmeras portáteis acopladas ao uniforme dos policiais. Atualmente três mil câmeras operacionais portáteis estão em uso em 18 batalhões de todo o Estado. Na região, o 4º BPM/M ainda não conta com os equipamentos, mas a previsão é que isso aconteça até 2022.

Segundo a PM, o objetivo das câmeras é dar mais transparência e legitimidade às ações da corporação, uma vez que os equipamentos possuem a capacidade de captar som e gravar automaticamente todas as atividades policiais durante o turno de serviço, sem a necessidade do acionamento manual por parte do policial. O uso da tecnologia possibilita tanto a garantia dos direitos individuais dos cidadãos como preservar a atuação dos policiais durante as ocorrências.

As imagens captadas são enviadas a um banco de dados, podendo também ser acompanhadas em tempo real pela central de monitoramento, o Centro de Operações da Polícia Militar – COPOM. E a localização por GPS facilitará a produção de provas e garantirá mais segurança aos policiais, uma vez que é possível rastrear a posição do PM e informar com precisão outras equipes em casos de necessidade de reforço.

Uma matéria publicada pelo jornal O Estado de São Paulo aponta que desde que o uso das câmeras foi implementado caiu para zero a taxa de letalidade nos batalhões que contam com o equipamento.

Na quarta-feira (14) a sede do 4° BPM/M “Cel PM Luiz Nakaharada” recebeu a visita da nova subprefeita da Lapa, Fernanda Galdino. Participaram da reunião o major PM Fábio Teodoro, comandante interino do batalhão, o subcomandante Major PM Reishtatter, o capitão PM Maxwel, comandante da 1ª Cia., o capitão PM Essaki, comandante da 2ª Cia., e o capitão PM Di Luca, comandante da 3ª Cia.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA