Vereadores atuantes na região buscam novos partidos

0
496

Foto: Divulgação

Divulgação
Fábio Riva deixa PSDB e se filia ao MDB

Três vereadores com atuação destacada na região da Subprefeitura Lapa reposicionaram-se no tabuleiro político municipal e migraram de um partido para outro.

Na semana passada, o líder do governo na Câmara Municipal, o vereador Fábio Riva, decidiu deixar o PSDB e ingressar no MDB, partido do prefeito Ricardo Nunes. Riva seguiu o mesmo caminho do vereador Paulo Frange, que já havia se filiado ao MDB, após se desligar do PTB. “Gostaria de expressar minha gratidão ao presidente do MDB, Baleia Rossi, ao nosso amigo e prefeito Ricardo Nunes, ao presidente Municipal Enrico Misasi, e aos meus companheiros de luta de longa data, Cleusa Ramos e Marcos Zerbini”, escreveu Riva em suas redes sociais.  “Que Deus nos abençoe nesse novo capítulo, embora a missão permaneça a mesma. E não poderia deixar de agradecer também ao PSDB por todo o apoio e parceria ao longo desse tempo”.

Outro vereador que também busca novos ares na política paulistana é Beto do Social, que deixando o PSDB  ingressou nas fileiras do Podemos. Com uma bancada de oito vereadores eleitos em outubro de 2020, o PSDB termina a atual legislatura sem representação alguma Câmara Municipal paulistana. Além de Riva e Beto do Social, deixaram o ninho tucano os vereadores Sandra Santana, Gilson Barreto e João Jorge, que migraram para o MDB; Aurélio Nomura, agora no PSD, de Gilberto Kassab; Rute Costa, filiada ao PL, partido de Jair Bolsonaro; e Xexéu Tripoli. A revoada que esvaziou o ninho tucano ocorreu por conta da decisão da executiva municipal do PSDB na capital paulista, comandada pelo ex-senador José Aníbal (SP), em não apoiar a candidatura do prefeito Ricardo Nunes à reeleição.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA