Prefeito entrega unidades do conjunto habitacional Ponte dos Remédios

0
134

Foto: Divulgação

Divulgação
Ricardo Nunes também inaugura creche no local

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) esteve na região do Jardim Humaitá, no domingo, 30, para entregar as últimas 160 unidades do Conjunto Habitacional Vila dos Remédios. No total, o Residencial Ponte dos Remédios tem 341 unidades habitacionais (UHs) e recebeu um investimento de R$ 155 milhões. As primeiras 181 unidades foram entregues em 2022.

Somente nas 160 unidades entregues neste domingo, foram investidos R$ 69 milhões. As famílias que receberam esses apartamentos passaram 12 anos vivendo com auxílio aluguel após um incêndio destruir as habitações precárias em que moravam na Favela do Moinho, na região central, em 2021.

Com a finalização de mais esses apartamentos, o prefeito Ricardo Nunes inaugurou o empreendimento e assinou o decreto de criação do CEI Ruth Vidal da Silva Martins, uma creche com capacidade para 200 crianças, que fica dentro do conjunto habitacional. “A gente compartilha o momento da realização de um sonho, um momento da felicidade, porque estão recebendo um teto, a sua casinha, onde vão poder viver todos os dias, e eu sei que vocês vão cuidar com o maior carinho, vai ter ali um ambiente sagrado para cuidar da sua família. Vai ter a creche para seus filhos utilizarem, que homenageia a dona Ruth, que amanhã faria 90 anos, a querida esposa do meu amigo Ives Gandra Martins, um dos maiores juristas do Brasil”, disse o prefeito durante a cerimônia de entrega.

O prefeito ressaltou ainda a importância do CEI para as famílias. “A creche não é só para a mãe trabalhar, isso é importante, mas também é importante para o desenvolvimento do seu filho, para o futuro dele.”

O secretário municipal de Educação, Fernando Padula, ressaltou a importância de o equipamento ser no próprio conjunto habitacional. “A população que morava em habitações não dignas está agora mudando para um apartamento digno, e aí é preciso ter a creche perto de onde mora, para não ter que caminhar uma distância muito grande, e aqui é no mesmo prédio. Aqui vão ter cinco refeições diárias, pedagogas cuidando delas e assim vão se desenvolver”, afirmou Padula, lembrando que este já é o quarto ano que a cidade não tem nenhuma criança na fila da creche.

O residencial é composto por duas torres, cada uma com 80 apartamentos de 50m², todos contendo dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. As áreas comuns incluem sala condominial para eventos sociais, playground e espaço para estudos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA