Novo coordenador mora na região

0
821

Foto:

Martins também será responsável pela reforma dos próprios municipais

O engenheiro civil, João Carlos da Silva
Martins, é o novo coordenador de Infraestrutura Urbana e Obras da
Subprefeitura da Lapa. Ele vem da Subprefeitura de Santo Amaro com a
missão de administrar os problemas de zeladoria dos 40,1 quilômetros
quadrados que compreende os seis distritos da Subprefeitura da Lapa
(Lapa, Jaguaré, Vila Leopoldina, Jaguar, Perdizes e Barra Funda).
Experiente no setor, Martins trabalhou em grandes construtoras e foi
coordenador de Obras de Santo Amaro. “Noventa por cento da minha vida
profissional eu trabalhei na iniciativa privada, em grandes
construtoras de São Paulo, na parte habitacional, de saneamento e
infraestrutura.” “Em 2006 tive a oportunidade de ser convidado para a
coordenação de Infraestrutura e Obras da Subprefeitura de Santo Amaro
na gestão do Geraldo Mantovani que continua como subprefeito. Estou
chegando de Santo Amaro mas moro na região (perdizes)”, revela ele.
Com recursos de cerca de R$ 6 milhões para sua coordenadoria, ele terá
sobre sua responsabilidade a supervisão de manutenção, responsável pelo
tapa-buracos, construção de guias e sarjetas de logradouros públicos,
galerias de águas pluviais e dos próprios municipais além da supervisão
de projetos e obras e áreas verdes.

Prioridades

Entre suas prioridades está promover estudos e desenvolver projetos,
sempre discutindo com a comunidade. “Esse é o meu perfil – já fui
presidente de uma ONG (Movimento de Prevenção aos Riscos Urbanos) – e é
ttambém o da Soninha. Ela é totalmente aberta a discutir os problemas
com a comunidade, que é muito articulada na região da Lapa”.
Sobre as enchentes, ele diz que a prioridade são os pontos críticos de
alagamento para limpeza de bueiros, poços de visita e varrição para que
fique o menos lixo possível ao longo das ruas. “É um período difícil
para desobstrução das galerias por causa das chuvas.   Na medida que o
tempo melhorar, até porque exige mais recursos, faremos a desobstrução
das galerias e a execução de mais bocas de lobo na região da Pompeia”.
Entre as novidades previstas em sua coordenação está a contratação do
projeto funcional da ciclovia, prevista no PRE Lapa. “O termo de
referência está quase pronto. Depois vamos ter a licitação da empresa
que irá fazer o projeto funcional para o desenvolvimento do projeto
básico para execução das obras. O traçado é de cerca de 20 quilômetros”.
Outra novidade é a conclusão da reforma da Biblioteca Cecília Meireles
(que será transformado no Centro de Convivência e Memória da Lapa).
“Está pronto e deve ser entregue em breve”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA