Diagnóstico de doença celíaca ainda é entrave

0
466

Foto:

Vera Lúcia explicou como identificar a doença

A OAB – Lapa promoveu na segunda-feira, 9, a palestra “Doenças Celíacas”, com a gastroenterologista Vera Lúcia Sdepanian e Péricles Marques, presidente da Associação dos Celíacos do Brasil – Acelbra. Realizadas na sede da Distrital Lapa da Associação Comercial de São Paulo, as apresentações falaram sobre os sintomas e as variantes dessa doença que restringe o consumo de glúten nas pessoas afetadas. De acordo com estudos da Unifesp, em média, uma em cada 214 pessoas é portadora da doença celíaca. “Somos um dos pioneiros na legislação que obriga a discriminação no rótulo que há ou não glúten, mas a oferta de exames para diagnóstico da doença ainda está muito aquém do necessário”, explica a especialista no assunto, sobre a lei que garante verba para o diagnóstico da doença que não é posta em prática. A variedade de sintomas e a possibilidade de que eles se manifestem desde a infância até a maturidade são complicadores que demandariam mais investimento pelo poder público, saliente a médica Vera Lúcia. Diagnosticado, o celíaco já tem uma grande oferta de receitas caseiras e comidas industrializadas sem glúten. “Fica o alerta para produtos que são produzidos em padarias que podem sofrer contaminação”, finaliza a especialista. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA