Cetesb confirma contaminação de terreno na Vila Leopoldina

0
1934

Foto: Arquivo JG

Arquivo JG
Área da antiga garagem da CPTM

Para o presidente da Associação Viva Leopoldina, Umberto Sarti, a verdade sobre a contaminação da área da antiga garagem de ônibus da CMTC, na Avenida Imperatriz Leopoldina, foi revelada no último levantamento da Cetesb. “O terreno continua contaminado por hidrocarbonetos cancerígenos. A população das comunidades da Linha e do Nove está sendo enganada para que deixem de lado seus direitos, no terreno em que residem atualmente e que vale uma fortuna, e venham a residir numa área contaminada – da antiga garagem da CPTM. Isso só atende aos interesses da Votorantim que deseja construir em área adjacente empreendimentos de alto padrão. O terreno continua contaminado e tentam em vão induzir as pessoas daquelas comunidades ao erro”, disse o presidente da Associação Viva Leopoldina na última reunião do Conselho Comunitário de Segurança da Leopoldina. Segundo Umberto Sarti, o Ministério Público já entrou em contato com a associação para tratar do assunto.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA