Escassez de água|preocupa Comitê

0
837

Foto:

Reunião no Ciesp Oeste discutiu os níveis críticos de água do Sistema Cantareira

As vésperas do Dia Mundial da Água (22 de março), o sistema que abastece a região Metropolitana está com níveis críticos para atender a população. “Vamos ter problemas sérios de água”, afirma o diretor adjunto de Meio Ambiente do Ciesp, vice-presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica do Alto Tietê e morador da Lapa, Francisco Além. O índice de armazenamento e pluviometria do Sistema Cantareira atingiu 15,6% da capacidade, na tarde de quinta-feira, 13.  Para Além estamos em uma crise que deve se confirmar como a pior dos últimos 80 anos. Segundo o vice-presidente do comitê, a possibilidade de racionamento não está afastada. “Nos não podemos descartar a possibilidade de racionamento devido ao problema da estiagem muito prolongada e a falta de conforto de um volume de água para ser utilizado. Os Estados Unidos, por exemplo, tem 100% de reservação de água, aqui temos zero. Nesta época (de verão) tínhamos que estar reservando a água da chuva para usar durante o ano, mas infelizmente devido a essa escassez, não estamos fazendo est reserva”. Para o especialista, as campanhas de uso racional da água não podem ser pontuais. “Nós somos privilegiados em águas tanto subterrânea quanto superficial, só que a demanda é maior que a oferta”, alerta Francisco Além. Ele lamenta que muitas medidas não saiam do papel. “Apesar de sabermos que não damos a devida importância ao planejamento, precisamos reunir esforços para que o Plano Diretor (de Aproveitamento de Recursos Hídricos da Mocrometrópole Paulista) não fique só no papel.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA