Memorial investe em eventos e chega a 2 milhões de visitantes

0
2007

Foto: Divulgação

Divulgação
Com programação variada, Memorial celebra público recorde em 2016

O Memorial da América Latina, localizado na Avenida Auro Soares de Moura Andrade, com seus 84.480 m² e projeto de Oscar Niemeyer se consolidou como um grande centro cultural, atraindo um público de todas as partes da cidade. Criado em 18 de março de 1989, com conceito e projeto cultural desenvolvido pelo antropólogo Darcy Ribeiro, o Memorial nasceu com a missão de estreitar as relações culturais, políticas, econômicas e sociais do Brasil com os demais países da América Latina. Irineu Ferraz, presidente do Memorial, explica que todos os eventos que são realizados lá passam pela aprovação da diretoria. “Trabalhamos sempre para equilibrar eventos que sejam mais populares, que agradem ao gosto comum, com aqueles mais eruditos e acadêmicos, que sigam a proposta cultural criada por Darcy Ribeiro”, afirma.

Entre os projetos eruditos está o “Música na Biblioteca”, que traz música clássica a preços populares todas as terças-feiras, às 19h30, e as exposições do artista colombiano Pedro Ruiz e do cubano Wifredo Lam, um dos pupilos de Pablo Picasso. Ao mesmo tempo, exposições populares como a Vila do Chaves e Rá-Tim-Bum, o Castelo, atraem uma legião de fãs ao Memorial.

Público recorde – Em 2016 a fundação alcançou a marca histórica de 2,2 milhões de visitantes. “Temos trabalhado agora para aperfeiçoar a qualidade dos eventos que produzimos. Queremos estimular ainda mais que as pessoas conheçam e usufruam do Memorial, como um espaço público de cultura, lazer, estudos e gastronomia” declara Irineu Ferraz.

O presidente do Memorial ressalta o compromisso da entidade de valorizar a cultura latino-americana. “Trabalhamos em conjunto com os consulados para promover os países e a cultura da América Latina. Este ano teremos eventos das datas cívicas de cada país, com festas, e outros que trazem elementos da cultura local, como a Festa do Dia dos Mortos, uma festividade tipicamente mexicana que acontece em novembro”, completa.
Durante o feriado, o Memorial recebe o público que agendou horário para a exposição do Castelo Rá-Tim-Bum. Apenas no primeiro trimestre deste ano, 500 mil pessoas já passaram pelos eventos culturais e gastronômicos da fundação.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA