Estado inicia produção brasileira de vacina do Butantan

0
607

Foto: Divulgação

Divulgação
João Doria anuncia meta de produzir um milhão de doses por dia

Na quinta-feira (10), o governador João Doria anunciou o início da produção da vacina do Instituto Butantan contra o coronavírus. A manipulação e o envase serão feitos em turnos sucessivos, sete dias por semana, para que a produção diária alcance a capacidade máxima de até um milhão de doses por dia. Além dos atuais 245 profissionais, serão contratados 120 novos funcionários para reforçar a produção da vacina.

O Butantan dispõe de seis máquinas principais para envase do extrato composto da vacina que foi enviado pela biofarmacêutica Sinovac Life Science. O Governo estima que até janeiro, 40 milhões de doses da vacina deverão ser produzidas no local. “Trata-se de um momento histórico. O Butantan mais uma vez sai na frente e começa a produzir no país uma vacina de vital importância para salvar milhões de vidas, colocando toda sua expertise e tecnologia acumulados em 120 anos a favor da saúde dos paulistas e brasileiros”, afirma Dimas Tadeu Covas, diretor do Instituto Butantan.

Em novembro a revista científica Lancet publicou os resultados de segurança da Coronavac nas fases 1 e 2, realizadas na China, com 744 voluntários. A publicação mostrou que a vacina é segura e tem capacidade de produzir resposta imune em 97% dos casos no prazo de até 28 dias após a aplicação. Doze estados, incluindo São Paulo, e 276 cidades solicitaram a Coronavac.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA