Pedestres cobram melhorias em calçadas acessíveis

1
508

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Moradores e comerciantes relatam que o passeio reformado do projeto Lapa 21 é muito escorregadio para os pedestres

As calçadas contempladas pelo projeto de acessibilidade Lapa 21, da Prefeitura Regional da Lapa e SPTrans, localizadas na Rua Catão já contam com piso tátil, porém, moradores e comerciantes relatam que as calçadas, da forma que estão, são muito escorregadias e questionam se será feita alguma alteração na superfície para evitar a queda de pedestres. Questionada sobre o caso, a Prefeitura Regional da Lapa esclarece que o concreto, mesmo após sofrer o acabamento superficial, tem como característica própria a porosidade e aspereza, sendo considerado um revestimento antiderrapante e aconselhado para áreas externas.

Informa também que para que o concreto tenha seu coeficiente de atrito reduzido de forma a se tornar um piso escorregadio, o mesmo teria que ser polido e encerado após o seu endurecimento, o que não ocorreu na obra em questão.

Em uma diligência de rotina da equipe de fiscalização da obra, foi constatado que o fato do piso estar escorregadio ocorreu em virtude da presença de pó e demais materiais pulverulentos em deposição sobre o piso, proveniente dos serviços de correção e garantia que a empresa contratada estava executando no local.A regional informa que, durante esta fiscalização, solicitou à empresa que tomasse as medidas necessárias para limpeza do local, o que incluiu a remoção de toda as sujeiras do piso e das regiões adjacentes.

A Prefeitura também ressalta que na execução dos serviços foram atendidas as normas de acessibilidade da ABNT, bem como as diretrizes da Comissão Permanente de Acessibilidade da Secretaria da Pessoa com Deficiência, que também realizou vistorias técnicas na obra.

O grupo responsável pelo projeto realizará uma reunião na próxima terça-feira (6), às 10h, na Biblioteca Mário Schenberg (Rua Catão, 611). O objetivo da intervenção é promover a equiparação de oportunidades às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida em seu deslocamento, tornando-o mais seguro, sem que sejam encontradas barreiras arquitetônicas, desníveis ou degraus que impeçam ou dificultem a circulação.

1 COMENTÁRIO

  1. A calçada ficou ótima, passo todos os dias e a melhoria foi nítida. Eu não acho que está escorregadio, talvez seja o calçado que a pessoa está utilizando. Ótimo trabalho, parabéns à Prefeitura Regional e a empresa que executou este trabalho

DEIXE UMA RESPOSTA