Catimbó Lapeano promove cultura negra e indígena

0
2300

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
O tema do Catimbó Lapeano deste ano foi “Festejo e Fé”, e contou com apresentações da Sociedade dos Versadores Afro Urbanos, Código Kimbanda, Aninha Batucada, Kolombolo Diá Piratininga, além da participação do público que estava presente.

No sábado (8) foi realizada a quinta edição do Catimbó Lapeano. O evento, que está no calendário oficial da prefeitura, ocorreu no Templo de Umbanda Mata Tumbia Jussara e reuniu diversos grupos com o objetivo de celebrar a cultura negra e indígena.

Rafael Saragiotto, sacerdote e idealizador do evento, fala da importância dos centros religiosos se abrirem para promover sua cultura. “O Catimbó é a resistência de um povo para um povo. Quando nos permitimos estar com outras culturas aprendemos muito. É uma luta contra o preconceito, pela unidade, de resistência, fé, festejo. Lutar para que as identidades não se percam com os ancestrais”, explica.

O tema do encontro deste ano foi “Festejo e Fé”, e contou com apresentações da Sociedade dos Versadores Afro Urbanos, Código Kimbanda, Aninha Batucada, Kolombolo Diá Piratininga, além da participação do público que estava presente.

O Catimbó Lapeano é realizado todos os anos no segundo sábado de outubro. Geralmente a rua do templo (John Harrison, 201) é fechada para a festa, mas nesta edição isso não ocorreu por falta de recursos para a estrutura na via.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA